bajaj_dominar-400_2_motociclismoonline
Testes

Bajaj Dominar 400 tem desempenho surpreendente e preço baixo

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 03/02/2024
  • Atualizado: 05/02/2024 às 7:39
  • Por: Alexandre Nogueira

A Bajaj é a mais nova marca de motocicletas do Brasil e chega apresentando a família Dominar nas versões de 160, 200 e 400 cilindradas para enfrentar os grandes rivais já bem consagrados no país.

A Bajaj começou suas operações no país em 2023 e já mostra que veio para ficar. A Bajaj é uma das maiores fabricantes de motocicletas do mundo e já está presente em mais de noventa países. Com operação própria no Brasil, monta suas motos na unidade fabril da Dafra, em Manaus, e já anunciou que terá linha de montagem própria em 2024, onde pretende fabricar pelo menos 20 mil motos por ano. Pelas terras tupiniquins a Bajaj está em crescimento saudável, já conta com dez concessionárias, e tem planos de abrir pelo menos mais dez em 2024.

Fotos: Gustavo Epifânio

A Bajaj Dominar 400 é o modelo que mais desperta a curiosidade dos motociclistas no país, por isso apresentamos este teste urbano e de estrada para colocar à prova o modelo mais desejado da nova marca indiana. A Bajaj Dominar 400 já impressiona pelo porte e a cilindrada é pouco comum por aqui, tendo como concorrentes da categoria de quatrocentas cilindradas apenas as também indianas Royal Enfield Himalayan e Scram 411, e as Japonesas Kawasaki Z 400 e Ninja 400. Mas o grande atrativo da Dominar 400 é a relação custo/benefício, pois ela entrega um pacote bastante completo por R$ 24.990, uma ótima pedida para quem procura uma moto zero quilômetro e quer subir de categoria com boa dose de desempenho e tecnologia.

O motor é um monocilíndrico DOHC com quatro válvulas e refrigeração líquida, com injeção eletrônica de combustível e 373 cm³ de cilindrada, é capaz de entregar 40 cv de potência a 8.800 rpm e 3,5 kgf.m de torque máximo a 6.500 rpm. O motor deriva da KTM 390 Duke, mas tem números mais comportados e que correspondem à proposta mais urbana da moto, apesar dos seus dotes evidentes para as estradas. Com câmbio de seis marchas muito bem escalonadas, a tocada pede trocas de marchas bem rapidinho na cidade, onde é possível rodar a baixas velocidades em quarta ou quinta marcha, com o consumo acima de 30 km/l. Na estrada a Dominar 400 cravou 178 km/h, uma marca bastante interessante, mas o consumo caiu para 12 km/l.

De fato, a Dominar 400 é uma moto grande e encorpada, com 2,15 m de comprimento, 1,45 m de entre-eixos, 86,3 cm de largura e 1,24 m de altura máxima. A distância do solo é de 1,57 cm e o tanque comporta apenas 13 litros de combustível, o que é bom para rodar economicamente na cidade, mas é de se ficar esperto em altas velocidades na estrada.

LEIA MAIS:

Honda XRE 300 Sahara: já testamos a nova moto no asfalto e na terra
Tudo sobre as surpreendentes Triumph Speed 400 e Scrambler 400 X
BMW C 400 X: ótimas impressões na cidade e na estrada

A posição de pilotagem é bem neutra, com o corpo levemente inclinado à frente e as pernas levemente dobradas para trás. O guidão tem ótima empunhadura com os comandos e botões com fácil acesso, e o painel em LCD é bem legível e fácil de consultar. Legal é que são dois painéis, um principal posicionado no lugar padrão sobre a mesa e que conta com velocímetro, conta-giros em barra, nível de combustível e computador de bordo. Mais abaixo, na frente do tanque, um pequeno visor mostra a marcha engatada, um relógio e os hodômetros total e parciais. Você também pode mostrar a marcha engatada no painel superior fazendo as alterações nos botões do próprio painel.

O banco é bem confortável e garante horas a fio na jornada de trabalho ou de estrada sem cansaço. O cockpit é amplo e permite passeios urbanos confortáveis, além de espaço para pendular na tocada mais agressiva. As suspensões mantèm a Dominar 400 grudada no chão e tem bom equilíbrio com o conforto.

O garfo dianteiro é do tipo invertido com tubos de 43 mm de diâmetro e o monoamortecedor traseiro conta com reservatório de gás, por isso o conjunto fornece um ótimo desempenho, mantendo a Dominar 400 sempre no trilho e sem quaisquer balanços nas curvas, tanto mais fechadas, como as de alta velocidade naquela estrada sossegada de final de semana, onde a gente procura por um pouquinho mais de adrenalina.

Um ítem muito importante e que a Bajaj não economizou são os ótimos pneus Pirelli Diablo Rosso nas medidas 110/70 R17 na frente e 150/60 R17 atrás, e por conta deles é que senti muita confiança em encarar todos os tipos de curvas e em diversas situações diferentes, serpenteando a sinuosa estrada na porta de casa. Na hora de manobrar a Dominar 400 ela pode parecer um pouco pesada, afinal são 192 kg totalmente abastecida, mas ao rodar ela é obediente e fácil de colocar em qualquer lugar e se mostra bastante ágil para enfrentar os corredores do trânsito pesado.

O sistema de freios conta com ABS nas duas rodas, na dianteira um enorme disco de 320 mm e na traseira um disco de 230 mm, ambos mordidos por pinças Bybre. A pegada inicial do freio dianteiro é bem suave e as frenagens são bem satisfatórias para rodar numa boa na cidade ou nas estradas, mas na tocada mais adrenalizada é preciso bastante força na alavanca para conseguir maior poder de frenagem.

Para incrementar o pacote, a Dominar 400 vem equipada com acessórios dignos de motos premium, como iluminação total LED, punhos retroiluminados, para-brisa, protetores de mãos, de motor e de cárter, trava de capacete, banco bipartido, bagageiro com suporte para baú e um pequeno encosto para garupa, além de embreagem deslizante e assistida. Sinceramente acho os R$ 24.990 muito bem pagos pelo pacote recheado que a Dominar 400 entrega, juntamente com muita performance e um visual incrível com as cores verde metálico ou preto fosco metálico.

Posso garantir que ao fazer um test drive com a nova Bajaj Dominar 400 você vai se surpreender bastante e se você vem pensando em comprar uma moto, é bem provável que você leve uma para casa.

Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]