Honda-PCX-160_motociclismoonline.com-5
Notícias

Honda PCX é a moto com menor desvalorização no Brasil em 2023

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 09/02/2024
  • Por: Willian Teixeira

Scooter mais vendido do Brasil, o Honda PCX recebeu pela segunda vez o Selo Maior Valor de Revenda. O levantamento é realizado desde 2016 pela Agência Autoinforme, e apura a depreciação dos modelos negociados no mercado brasilero após um ano de uso.

O modelo, que segundo a Fenabrave somou 38.766 unidades emplacadas no ano passado, apresentou uma depreciação de 3,1% após um ano de uso, conforme o estudo, menor percentual entre as motos.

Honda PCX é a moto que menos desvalorizou no Brasil em 2023

Em 2016, ano em que a pesquisa foi realizada pela primeira vez no segmento, o scooter Honda PCX registrou uma desvalorização de 8,9%.

LEIA MAIS:

Produção de motos em janeiro é a melhor para o mês desde 2014
Yamaha investe em startup indiana de motos elétricas
Barretos Motorcycles celebra 20 anos com programação especial

Economia, praticidade e conforto estão entre as principais características do Honda PCX. O scooter é oferecido nas versões CBS, ABS e DLX, sendo a primeira com freios combinados e as duas seguintes com sistema antitravamento. No final de 2022 o modelo recebeu atualizações, incorporando itens como motor mais potente, controle de tração, chassi revisado e novos amortecedores traseiros.

Honda PCX é a moto que menos desvalorizou no Brasil em 2023

Voltando a falar em emplacamentos, o Honda PCX fechou o mês de janeiro com 4.567 unidades licenciadas, permanecendo na liderança entre os scooters. Forte indicativo de que o modelo continuará em alta no ano de 2024.

Gosta do Honda PCX e quer colocar um 0km em sua garagem? Seus preços partem de R$ 16.800, valor informado no site da montadora e que não incluem as despesas com frete.

Além do Honda PCX: as demais vencedoras Selo Maior Valor de Revenda 2023

  • 50cc: Shineray XY 50 – 10,8% de depreciação
  • Big trail até 900cc: Triumph Tiger 900 – 7%
  • Big trail acima de 900cc: BMW R 1250 GS – 8,5%
  • Clássicas: Triumph Speed Twin 900 – 4,5%
  • Crossover: Triumph Trident – 5,1%
  • Custom até 800cc: Royal Enfield Meteor 350 – 6,5%
  • Custom acima de 800cc: Harley-Davidson Fat Boy – 4,6%
  • Elétricas: Shineray SE2 – 12,6%
  • Motoneta: Honda Biz – 4,3%
  • Naked até 800cc: Honda CB 650R – 4,7%
  • Naked acima de 800cc: Kawasaki Z1000 – 5,9%
  • Scooter até 200cc: Honda PCX – 3,1% (campeão geral)
  • Scooter acima de 200cc: Honda Forza 350 – 5,2%
  • Esportiva até 800cc: Honda CBR 650R – 6,4%
  • Esportiva acima de 800cc: Honda CBR 1000 RR-R Fireblade SP – 6,8%
  • Street: Honda CG 160 – 6,9%
  • Touring: Harley-Davidson Ultra Limited – 4,1%
  • Trail: Honda NXR 160 Bros – 5,6%
Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]