BMW K75 TooHard
Notícias

BMW K75 TooHard, uma café racer deslumbrante!

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 02/06/2022
  • Por: Redação

Nunca sabemos o que esperar da TooHard Motor Co. O customizador de Madri apresentou uma deslumbrante BMW K75. Ele pegou um exemplar do modelo, lançado pela marca bávara em meados dos anos 1980, e o preparou de modo artesanal e com muito esmero, completamente despida de seus adereços originais e com o metálico motor de 3 cilindros em linha bem à vista.

A série K75 foi um dos pilares da marca alemã durante pouco mais de 10 anos. Com um motor de três cilindros em linha, injeção de combustível Bosch e 75 cv de potência, foi uma motocicleta de peso médio muito boa. A Espanha foi um dos maiores mercados para o modelo, e há muitos exemplos em segunda mão em toda a Península Ibérica.

BMW K75 TooHard: exclusividade máxima

A alteração mais óbvia que os construtores José e Bea fizeram foi o tanque, com o item original trocado por uma unidade clássica da R80GS, que teve que ser modificada internamente para ser alojada no quadro. Porém, a verdadeira engenharia está na suspensão. A TooHard instalou bainhas da GSX-R, com um garfo com desenho personalizado e maquinado por CNC para manter tudo junto.

Atrás, o braço oscilante, a transmissão de cardã e as ligações de uma K1100 foram enxertados. É uma configuração muito mais sofisticada, com um novo monoamortecedor Öhlins que proporciona um amortecimento melhorado. No entanto, o aspecto permanece nitidamente retrô, graças as rodas da R1150GS com raios à frente e atrás. Em F19/R17, subiram um tamanho na dianteira e desceram um tamanho na traseira. Outra curiosidade são os para-lamas: a unidade dianteira é adaptada a partir de um R nineT, e atrás é um item Rizoma modificado fixado com um suporte feito à mão.

O sistema de frenagem é outro detalhe eficaz de peças, desta vez com pinças da Suzuki GSX-R à frente e uma configuração R1150GS atrás, transportada com a roda. Um cilindro Accossato assenta sobre as barras: a empresa italiana topo de linha também forneceu o novo cilindro de embreagem.

O motor desta K75 também ruge melhor, a TooHard afinou a respiração com uma caixa de ar modificada, mais um sistema de escape artesanal da Unit Garage com um silenciador de titânio. O sistema de arrefecimento é frequentemente um ponto fraco em uma máquina com três décadas, por isso, a TooHard também instalou um novo radiador e renovou a canalização do líquido de arrefecimento.

O banco é de apenas um lugar, com uma corcunda de café racer, estofado em couro preto com costuras de tuck e roll. Um velocímetro minimalista está junto ao farol redondo e os piscas são unidades em LED, discretas por todo o lado.  Além disso, há um arranque sem chave através de uma fechadura de ignição digital.

  • BMW K75 TooHard

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]