Harley-Davidson-Road-King-Special_MOTOCICLISMO_Gustavo-Epifanio-6
Testes

Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração

7 Minutos de leitura

  • Publicado: 11/10/2022
  • Por: Ismael Baubeta

A Harley-Davidson Road King Special tem atributos sensoriais para seduzir pelo visual e pelas sensações que é capaz de causar na pilotagem. Ou seja, ela definitivamente é uma moto que encanta os olhos e também mexe bastante com nosso coração!

Se você pensar em motos do segmento custom, provavelmente a primeira marca que virá a sua cabeça é a Harley-Davidson, pelo menos comigo é assim, e a Road King Special é daquelas motos que chamam a atenção não só pelo aspecto visual, mas principalmente pelo sensorial, isso se você estiver com sorte, esclareço, sentado sobre ela e aos mandos de seu guidão.

A Road King Special é um ícone da Harley-Davidson e depois de sua renovação mantém as principais características que a melhoraram mecânica e ciclísticamente. O design impressiona quem a vê, e a pegada do motor e sua estabilidade seduzem quem a pilota com sensações muito prazerosas.

Exuberante é um adjetivo que cabe bem na Road King Special. Seu porte e a beleza de suas linhas agora foram realçados com o preto brilhante. A maioria dos detalhes é em tom escuro e esta versão totalmente na cor preta, chama a atenção de qualquer ser humano. O cromado foi deixado de lado, mas o primor na qualidade da pintura mantém o padrão reconhecido da marca. A versão 2022 ganhou ainda: assistente de partida em rampa (HHC) e sistema de monitoramento de pressão dos pneus (TPMS).

Harley-Davidson Road King Special: a patada de Milwaukee

O motor que empurra a Road King Special é o Milwaukee Eight 114, um enorme V2 de oito válvulas e refrigeração a ar, com capacidade volumétrica de 1.868 cm³ e impressionantes 16,1 kgf.m de torque máximo, integralmente transferidos para o asfalto a baixíssimas 3.250 rpm. Isso significa que se você enfiar a mão no acelerador despretensiosamente, provavelmente vai ficar sentado no asfalto, caso não se agarre ao guidão como deveria mandar o manual do proprietário.

Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração

Com esse motorzão também é possível, por exemplo, rodar em baixa velocidade em marcha alta apreciando o caminho e o vento e, caso seja necessário, também sentir sua capacidade de retomar velocidade, sempre com muito fôlego, apenas com o giro do acelerador.

Esse motor ganhou soluções que diminuíram o nível de vibração em relação aos propulsores anteriores. O sistema de balanceiro e os coxins onde o motor vai apoiado, segundo a própria Harley, foram capazes de minimizar em 75% as vibrações em movimento. Na marcha lenta elas ocorrem, mas já não distorcem a imagem do espelho retrovisor.

Dinâmica aprimorada

Depois de você se acomodar sobre o baixo banco da Road King com os dois pés plantados no chão, é hora de fazer força para colocar o guidão reto, e manobrá-la e estacioná-la que você vai ter que fazer força, depois disso é só alegria e você vai se surpreender com a facilidade de conduzi-la, inclusive por estradas sinuosas. Nesse cenário ela é muito divertida, mesmo com suas limitações.

É lógico que os 125 mm de altura mínima do solo a caracterizam como uma moto baixa, e a enorme medida entre-eixos (são 1.625 mm) poderia significar uma moto propensa a pequena capacidade de curvar, mas não nos enganemos, apesar das plataformas de apoio para os pés do piloto chegarem a raspar no chão, elas se retraem caso você passe um pouco do ponto, por isso é preciso previsão nas entradas de curva, para não ser pego de surpresa em uma curva fechada e depois ter que abrir a trajetória.

Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração

A Harley Road King pode até ser a sua moto do dia a dia, e não sou eu quem vai contrariar você, mas logo você vai perceber que a missão dela realmente são as estradas. Apesar das suspensões trabalharem bem e copiarem boa parte das irregularidades do asfalto, na buraqueira das cidades como São Paulo o piloto sofre com as pancadas nas costas, vindas da suspensão traseira. 

O pequeno curso dos amortecedores não consegue amenizar os impactos gerados nos 366 quilos da Road King em ordem de marcha, apesar da regulagem manual da pré-carda da mola. As bengalas dianteiras Showa, de 49 mm com sistema Dual Bending Valve (DBV), dão conta do recado e absorvem melhor as imperfeições, também por conta dos seu 117 mm de curso para a roda dianteira. Por outro lado, o conjunto trabalha muito bem com o chassi de berço duplo em aço, que ganhou mudanças na última versão e deixou o conjunto mais estável no contorno das curvas e mais previsível. Aquelas oscilações desagradáveis das versões predecessoras, em que a traseira da moto parecia querer aparecer do seu lado nas curvas, já não existe, e dessa vez a moto segue no trilho bem grudada e os movimentos são mais amenos.

Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração

O conjunto também ganhou estabilidade por conta da roda de 19 polegadas e seu pneu com medidas 130/60 (na versão anterior a roda dianteira era de 17 polegadas e calçada com pneu 130/80), e, apesar das duas terem rodas de aro 18 polegadas atrás, esta Road King Special tem pneu nas medidas 180/55, contra 180/65 no antigo modelo. Pneus mais baixos favorecem a estabilidade, principalmente no contorno de curvas, por outro lado, poderíamos imaginar que eles comprometeriam o conforto, mas não é o caso. As rodas Prodigy de liga de alumínio desta versão são mais leves e ajudam na agilidade da Road King Special, além de serem mais bonitas do que as que equipavam a moto anteriormente.

Os sistemas de segurança da Harley-Davidson Road King Special

Você pode imaginar a força que o sistema de freios da Road King Special deve ter para parar essa massa que beira meia tonelada, entre os 366 quilos dela mais o piloto. Mas o sistema é poderoso, são três discos de 300 mm de diâmetro, os quais são potentemente mordidos por pinças Brembo, com sistema de mangueiras do tipo aeroquipe e assistência de ABS, com função cornering, que pode atuar com a moto inclinada, oferecendo mais segurança na pilotagem.

Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração

O sistema de freio, batizado de Reflex Brembo, também é combinado eletronicamente, portanto ele é capaz de dividir a força da frenagem, para equilibrar a moto. Por exemplo, caso o freio traseiro esteja prestes a travar a roda e desestabilizar a frenagem, ele vai corrigir a força na pinça traseira atuando um pouco mais na dianteira, caso seja necessário. O sistema tem bom tato, a pegada inicial é suave, mas ele é bastante progressivo, permitindo paradas rápidas.

  • Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração
  • Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração
  • Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração
  • Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração
  • Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração
  • Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração

A Road King Special é uma boa opção para quem gosta de motos custom de personalidade, e ao mesmo tempo é divertida e ágil na estrada e pode gerar boa dose de endorfina, se você assim desejar. Os R$ 130.400 são um bom investimento para esta Harley, que obviamente não é moto para o dia a dia, mas se o objetivo for a estrada você estará bem montado.

Conclusão

A Harley-Davidson sabe manter suas motocicletas como ícones e a Road King Special é um bom exemplo disso. Com linhas que remetem às mais puras HD e detalhes de acabamento que saltam aos olhos de longe, como a qualidade da pintura, a Harley ainda foi capaz de deixar de lado o cromado para substitui-lo pelo preto, uma cor que parece estar agradando mundo afora. Mas não é só na aparência que a Harley vem caprichando, suas motos estão carregando cada vez mais tecnologia em nome da segurança e, de quebra, do prazer de pilotagem. 

Harley-Davidson Road King Special: para os olhos e o coração

Com um motor que tem na pegada sua personalidade marcante e um conjunto que permite um aproveitamento altamente competente, é difícil dizer que os R$ 130.400 da etiqueta são muita grana. Mas outra coisa é certa, ela não nasceu para levar seu proprietário até a padaria ou ao trabalho diariamente, nesse caso ela sairá cara. Seu habitat são as estradas, e de preferência com algumas curvas.

Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]