Ducati Mutistrada V2S 2023
Testes

Ducati Mutistrada V2S: versão de entrada está melhor e mais equipada

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 17/11/2022
  • Por: Ismael Baubeta

A substituta da Ducati Multistrada 950 recebeu algumas modificações no motor. Também ganhou um pacote tecnológico mais completo que se somam às suspensões de ajuste eletrônico, manoplas aquecidas e piloto automático.

Acima de tudo, a marca italiana segue firme com sua política de trazer ao Brasil as versões mais equipadas de suas motos. Invariavelmente, existem mais versões mundo afora. Foi assim com a Multistrada V4S, com a Streetfighter e agora com a Multistrada V2S.

Design da nova Ducati Multistrada V2S

Visualmente a Multistrada V2S é a mesma motocicleta. Suas características se mantêm com os faróis em LED afilados e o bico sob eles que por trás tem um pequeno radiador para refrigerar o sistema de iluminação.

Assim sendo, o grafismo recebeu novo decalque nas abas laterais do tanque com a nova nomenclatura V2S. As malas laterais passam a ser parte do desenho já que agora saem como equipamento original e não é mais necessário comprá-las como acessório.

O que muda tecnicamente…

A Ducati reviu a ergonomia da Multistrada pensando em ampliar a abrangência de biotipos, principalmente para aproximá-la dos usuários mais baixos, já que a altura da máquina pode ser um grande impeditivo para os mais baixinhos na hora da decisão de compra.

A diminuição do peso total da moto também foi outra preocupação dos engenheiros de Borno Panigale. O motor teve uma redução de cerca de dois quilos com a adoção de nova embreagem, engrenagens de câmbio, bielas de titânio e nova tampa lateral do motor.

A maior percepção prática na pilotagem, no entanto, é pela adoção de novas rodas raiadas, derivadas da Multistrada V4S, 1,5 quilos mais leves que as da 950. Menos peso nas rodas, menor efeito giroscópio e consequentemente maior agilidade nas mudanças de direção.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Mais detalhes da Ducati Multistrada V2S

De fato, a V2S continua com as suspensões eletrônicas totalmente ajustáveis, que acompanham cada um dos quatro modos de pilotagem (Sport, Touring, Urban e Enduro), assim como podem receber ajustes diferentes caso seja necessário. Dessa maneira, basta acessar o menu através dos comandos do punho esquerdo.

Foi o que fiz quando estava acelerando no autódromo de Capuava, em Indaiatuba, interior de São Paulo. Ainda que estivesse rodando no modo Sport, com acelerações e frenagens fortes as suspensões estavam um pouco moles para essa utilização.

Nesse sentido, acessei os menus de ajuste das suspensões e mudei para a posição mais rígida as duas, desse modo a tocada melhorou e a motocicleta ficou bem mais estável, principalmente nas frenagens, sem as oscilações que estavam ocorrendo antes da nova regulagem. As curvas também ganharam firmeza e consequentemente mais velocidade.

Os pneus Pirelli Scorpion Trail ll são muito bons para rodar no asfalto e permitem boas incursões pela terra, se o proprietário assim desejar. Inegavelmente, a versatilidade dos pneus é ponto forte para a Multistrada V2S.

Percepção do piloto

Basta subir na Multistrada V2S para perceber que a ergonomia está mais apurada. O banco mais estreito na parte dianteira e a menor altura (830 mm) facilitam o apoio dos pés no chão e melhoram o posicionamento para a pilotagem.

Com toda a certeza chega a ser engraçado como a sensação de segurança aumenta, principalmente com a moto parada. Mas é em movimento que você percebe a boa e leve dinâmica do conjunto.

Se comparar com a Multistrada V4S, por exemplo, percebe-se que os 10 quilos a menos da V2S lhe dão uma boa vantagem na agilidade, bom para torná-la mais apta também para rodar por centros urbanos de tráfego intenso.

Mas a estrada deve ser o cenário mais divertido para a pilotagem pura, tanto por longas retas (já que o nível de conforto aumentou), quanto para devorar curvas com competência e bastante esportividade.

É só notar nas fotos o quanto ela é capaz de deitar para contorná-las com segurança e sem esforço. Se você estiver pilotando vai se deliciar em sentir como essa motocicleta segue estável pelo traçado escolhido.

O sistema de freios, como de costume nas motos da Ducati, certamente é muito eficiente e assistido por ABS cornering, o que transmite muita segurança e bom tato em seu acionamento, com espaços de frenagens.

O coração da Ducati: motor Testastretta

Colocando em funcionamento o motor de dois cilindros em V a 90° e comando desmodrômico, você vai sentir um ruído metálico que instiga os sentidos. Para quem gosta de motores com esse tipo de configuração sua sonoridade é uma bela sinfonia.
Já se foi o tempo da grande aspereza dos motores em V da Ducati, hoje eles podem ser utilizados de forma prazerosa e suave em deslocamentos diários, ou, se você preferir aumentar o seu ritmo cardíaco, basta selecionar o modo Sport para que o seu metabolismo passe a produzir boa dose de endorfina.

As mudanças internas no motor ficaram por conta da adoção de novas bielas de titânio, conjunto de embreagem mais robusto e mais leve, câmbio com novos garfos seletores e a tampa do lado da embreagem aliviada. Essas modificações emagreceram o propulsor em aproximadamente dois quilos.

Os 113 cv de potência máxima são de bom tamanho para um desempenho empolgante e os quase 10 kgf.m de torque fazem as respostas ao giro do acelerador serem incisivas tanto nas acelerações como nas retomadas.

Eletrônica completa

O excelente pacote eletrônico da Multistrada V2S inclui além dos já conhecidos modos de pilotagem o ABS cornering, bem como as suspensões eletrônicas, controle de tração e painel de TFT de 5 polegadas.

Faróis em LED direcionais em curvas, quick shifter, assistente de arrancadas em aclive, piloto automático, aquecedor de manoplas, para-brisa regulável punhos retro iluminados e cavalete central fazem parte do kit. As malas laterais também são equipamentos incluídos na máquina.

Sem dúvida a Ducati traz para o Brasil a melhor versão de entrada da Multistrada, repleta de tecnologia e acessórios que não só contribuem para uma pilotagem mais segura e versátil, mas também oferecem maior nível de conforto e tudo isso com quase 6 mil reais a menos que a versão que estava por aqui antes.

Agora também mais acessível para os pilotos mais baixos, é uma moto que merece ser testada para tirar a prova dos nove.

  • Ducati Mutistrada V2S 2023
Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]