Suzuki-GSX-8S-e-V-Strom-800DE_motociclismoonline.com_.br_
Notícias

Suzuki revela GSX-8S e V-Strom 800DE no EICMA; ambas virão ao Brasil

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 09/11/2022
  • Por: Willian Teixeira

A Suzuki revelou no EICMA 2022 as novas GSX-8S e V-Strom 800DE, modelos com propostas totalmente diferentes mas que compartilham a mesma motorização, eletrônica e outros itens.

As estrelas da marca de Hamamatsu no Salão de Milão vão estrear no mercado europeu durante o primeiro trimestre de 2023, e segundo a J. Toledo, representante da Suzuki no Brasil, estão previstas para chegarem ao nosso país no segundo semestre do ano que vem.

Suzuki revela GSX-8S e V-Strom 800DE no EICMA; ambas virão ao Brasil

Tanto a naked quanto a aventureira são empurradas por um inédito motor de dois cilindros em linha com capacidade de 776 cm³. Este propulsor tem comando DOHC e virabrequim posicionado a 270º, e foi projetado para oferecer uma entrega de torque precisa e flexível, enquanto as quatro válvulas por cilindro permitem rotações livres.

A V-Strom 800DE e a GSX-8S utilizam um quadro de aço totalmente novo, sendo que cada uma delas possui um próprio subquadro, além de braço oscilante e componentes de suspensão personalizados, visando atender as propostas distintas das motos.

Suzuki revela GSX-8S e V-Strom 800DE no EICMA; ambas virão ao Brasil

Como padrão, elas compartilham o painel TFT colorido de cinco polegadas, controle de tração de três modos, quickshifter bidirecional, além de embreagem deslizante e modos de potência selecionáveis. A V-Strom 800DE adiciona às configurações de controle de tração um modo G (gravel), com foco na utilização off-road. Ela também inclui uma configuração de ABS que oferece dois modos – para maior ou menor intervenção, além da possibilidade de desligar o ABS da roda traseira.

Nas próximas linhas vocês vão conferir as particularidades de cada uma das novas motos da Suzuki.

Suzuki GSX-8S

Como a própria casa de Hamamatsu define, a naked nasceu para emocionar quem está atrás de seu guidão, oferecendo alta performance, tecnologia e bom desempenho. Tudo isso é entregue através da combinação de um motor totalmente novo, um chassi ágil, componentes eletrônicos que aprimoram a tocada e um design agressivo. 

Suzuki revela GSX-8S e V-Strom 800DE no EICMA; ambas virão ao Brasil

Conforme falamos alguns parágrafos acima, o motor da Suzuki GSX-8S é o inédito dois cilindros em linha paralelo de 776 cm³, que na naked produz 82,9 cv de potência máxima a 8.500 rpm e 7,9 kgf.m de torque em 6.800 giros.

MAIS DESTAQUES DO SALÃO DE MILÃO:
Honda leva ao EICMA nova Transalp, scrambler e scooter elétrico
EICMA 2022: cruiser Super Meteor amplia gama 650 da Royal Enfield
CFMoto revela elétrica inédita e mais novidades no EICMA 2022

Ela ainda dispõe do novo Suzuki Cross Balancer, sistema de balanceamento com dois contraeixos (um em cada pistão), que reduz as vibrações e ajuda a garantir um motor mais compacto, o que, por sua vez, ajuda a desenhar um quadro mais eficiente. Outro ponto alto é o sistema de escape, com um silenciador mais curto, o que melhora o aspecto compacto da moto e produz um ronco mais interessante.

Suzuki revela GSX-8S e V-Strom 800DE no EICMA; ambas virão ao Brasil

Esportividade no DNA

O chassi da GSX-8S evidencia o caráter streetfighter da moto, com guidão de alumínio largo e cônico, proporcionando uma posição de pilotagem esportiva, de modo que o piloto consiga contornar curvas com velocidade e segurança. 

As suspensões dianteiras usam garfos invertidos, enquanto a traseira possui amortecedor KYB e um novo braço oscilante de alumínio exclusivo, projetado para conferir maior estabilidade e conforto na condução.

Suzuki revela GSX-8S e V-Strom 800DE no EICMA; ambas virão ao Brasil

Os freios contam com discos duplos de 310 mm na dianteira e um simples de 240 mm na traseira, conferindo alto poder de frenagem para a nova naked da Suzuki. Toda a eletrônica é gerenciada por uma tela em TFT de cinco polegadas. Este painel também exibe informações completas, como conta-giros, indicador de marcha, autonomia e o computador de bordo, além das configurações eletrônicas que o piloto está utilizando no momento.

Suzuki V-Strom 800DE

A nova versão da aventureira da Suzuki foi projetada para atender motociclistas que desejam viajar sem limites. Seu estilo evidencia tal proposta, invocando lendários modelos antigos da Suzuki, como DR Big e DR-Z, influência presenta no bico e no esquema de cores e nos grafismos. 

O coração da nova V-Strom 800DE é o novo motor bicilíndrico paralelo da Suzuki, o mesmo da GSX-8S. Porém, na aventureira, ele produz 84,3 cv de potência máxima a 8.500 rpm e  7,9 kgf.m de torque máximo em 6.800 giros. Este motor produz uma entrega suave de torque, sem abrir mão da potência em baixas rotações. 

Suzuki revela GSX-8S e V-Strom 800DE no EICMA; ambas virão ao Brasil

As rodas são raiadas, com 21 polegadas na dianteira e 17 na traseira, calçadas com pneus Dunlop Trailmax Mixtour. Outro item que casa muito bem com a vocação aventureira da nova V-Strom 800DE são as suspensões Showa com 220 mm de curso. Elas são totalmente ajustáveis e conferem à moto uma boa distância em relação ao solo, ajudando na missão de contornar terrenos mais acidentados.

Uma resistente estrutura de aço também oferece a força necessária para o usuário da V-Strom 800DE lidar com terrenos mais acidentados, conferindo estabilidade e agilidade na pilotagem. Os trilhos do assento foram projetados para suportar os impactos do uso da moto em trilhas. Como são estreitos, facilitam a missão do motociclista de “abraçar” a moto com as pernas. Além disso, ela também dispõe de barras largas de alumínio e pedaleiras de aço cobertas por borracha. 

Eletrônica é um dos pontos fortes

Na eletrônica merece destaque o acelerador ride-by-wire, além do controle de tração derivado da V-Strom 1050DE. Ele possui três modos on-road e um modo exclusivo para off-road, o G, que permite mais derrapagens na terra, suprimindo o deslizamento excessivo e controlando a entrega de potência na roda traseira com um mínimo de intrusão. 

Ela ainda dispõe de duas configurações de ABS, sendo que é possível desligar o da roda traseira para incursões no fora de estrada. Suas trocas de marcha são suaves graças a um quickshifter bidirecional, e um útil assistente de uso em baixa rotação favorece a segurança da moto, atuando nas arrancadas em baixas velocidades, consequentemente reduzindo o risco de travamento das rodas. 

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Todos os auxílios avançados ao piloto são gerenciados por meio de um simples interruptor no guidão esquerdo e exibidos – ao lado da velocidade, hodômetro, conta-rotações e muito mais – em um painel TFT colorido de cinco polegadas.

Gostaram das novidades mostradas pela Suzuki em Milão? Qual delas você gostaria de ver primeiro no Brasil? Usem e abusem dos comentários para dividir suas impressões com a gente!

Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]