Card image
Notícias
MV Agusta Brutale e F3 para iniciantes

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 10/01/2019
  • Atualizado: 10/01/2019 às 13:27
  • Por: Carlos Bazela

MV Agusta, MV, F4 Claudio, F4, F4 RC, moto, superesportiva, Varese, Claudio Castiglioni, Giovanni Castiglioni, superbike, Lewis Hamilton, F4 LH44, Öhlins, Reparto Corse, Cagiva, EICMA, Salão de Milão, motociclismo, Revista Motociclismo, Motociclismo Online, Brutale 1000 Serie Oro, Brutale 1000, naked, Giacomo Agostini, Superveloce 800, retrô, Brutale, Brutale 1000, F3, F3 800, EICMA 2018, EICMA, Itália, Salão de Milão, iniciantes, F3 675, Brutale 800, categoria A2, habilitação A2

A MV Agusta anunciou nesta semana uma novidade para alegrar os pilotos novatos da Europa. Agora, a naked Brutale 800 e a superesportiva F3 675 estão disponíveis com limitadores de potência para 35 kW (cerca de 47 cv), que é o máximo permitido para os habilitados na categoria A2. De acordo com a MV Agusta, ambas as motos podem ir de 35 para 70 kW (mais ou menos 95 cv) de potência e vice-versa, dependendo da habilitação do motociclista.

Os modelos para motociclistas mais jovens e menos experientes estão disponíveis nas cores: azul com cinza, cinza e vermelho com preto para a Brutale 800 e azul com cinza e o clássico vermelho com prata para a F3 675. Contudo, o fato delas agora estarem mais amigáveis para novatos não significa mais baratas. A Brutale 800 parte de 13 890 euros, enquanto a F3 675 tem preço inicial de 15 490 euros. Os valores correspondem a R$ 59 mil e pouco mais de R$ 65 800, respectivamente.

Veja também:
MV Agusta renasce no EICMA 2018
MV Agusta apresenta F4 Claudio
MV Agusta lança Turismo Veloce Lusso com câmbio automático

MV Agusta, MV, F4 Claudio, F4, F4 RC, moto, superesportiva, Varese, Claudio Castiglioni, Giovanni Castiglioni, superbike, Lewis Hamilton, F4 LH44, Öhlins, Reparto Corse, Cagiva, EICMA, Salão de Milão, motociclismo, Revista Motociclismo, Motociclismo Online, Brutale 1000 Serie Oro, Brutale 1000, naked, Giacomo Agostini, Superveloce 800, retrô, Brutale, Brutale 1000, F3, F3 800, EICMA 2018, EICMA, Itália, Salão de Milão, iniciantes, F3 675, Brutale 800, categoria A2, habilitação A2

Ambas as motos são equipadas com o mesmo motor tricilíndrico. Na superbike, ele tem 675 cm³ e, em sua configuração normal, rende 128 cv a 14 500 rpm, enquanto o torque é de 7,19 kgf.m a 10 900 rpm. Já na naked, o propulsor tem 798 cm³, que sem o limitador, chega a 109 cv de potência a 11 500 rpm, enquanto o torque de 8,46 kgf.m está disponível nos 7 600 giros.

Os dois modelos da MV Agusta ainda contam com bastante eletrônica, como freios ABS com sistema que evita a elevação da roda traseira, controle de tração com oito níveis de intervenção, quatro modos de pilotagem e câmbio assistido quickshift, para subir e descer marchas sem precisar apertar a embreagem. No último EICMA, o Salão de Milão, a marca italiana mostrou que está mais viva do que nunca ao revelar a nova Brutale 1000 e o conceito de superbike retrô Superveloce 800.

MV Agusta, MV, F4 Claudio, F4, F4 RC, moto, superesportiva, Varese, Claudio Castiglioni, Giovanni Castiglioni, superbike, Lewis Hamilton, F4 LH44, Öhlins, Reparto Corse, Cagiva, EICMA, Salão de Milão, motociclismo, Revista Motociclismo, Motociclismo Online, Brutale 1000 Serie Oro, Brutale 1000, naked, Giacomo Agostini, Superveloce 800, retrô, Brutale, Brutale 1000, F3, F3 800, EICMA 2018, EICMA, Itália, Salão de Milão, iniciantes, F3 675, Brutale 800, categoria A2, habilitação A2

MV Agusta, MV, F4 Claudio, F4, F4 RC, moto, superesportiva, Varese, Claudio Castiglioni, Giovanni Castiglioni, superbike, Lewis Hamilton, F4 LH44, Öhlins, Reparto Corse, Cagiva, EICMA, Salão de Milão, motociclismo, Revista Motociclismo, Motociclismo Online, Brutale 1000 Serie Oro, Brutale 1000, naked, Giacomo Agostini, Superveloce 800, retrô, Brutale, Brutale 1000, F3, F3 800, EICMA 2018, EICMA, Itália, Salão de Milão, iniciantes, F3 675, Brutale 800, categoria A2, habilitação A2

Fotos: MV Agusta