MV-Agusta-RC
Notícias

MV Agusta mostra a nova e exclusiva família Reparto Corse

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 19/07/2022
  • Por: Willian Teixeira

A MV Agusta revelou a nova linha RC (Reparto Corse), gama composta pelos modelos F3, Dragster e Turismo Veloce, sendo que os três possuem tiragem limitada em 800 unidades – 200 da primeira e 300 das outras duas – e todas serão entregues com numeração e certificado de autenticidade. 

Os três modelos trazem uma exclusiva pintura que mistura tons de branco, verde e vermelho, as cores da bandeira italiana e da divisão de competições da fabricante de Schiranna, além de melhorias desenvolvidas por este departamento.

MV Agusta mostra a nova e exclusiva família Reparto Corse

Um dos principais diferenciais das motos da gama RC é a aptidão para as pistas, visto que tudo foi pensado para otimizar a entrega de potência e velocidade final. Todas possuem chassi de alto desempenho e rodas forjadas em alumínio, além dos mais recentes auxílios eletrônicos. 

Veja mais detalhes sobre cada um dos três modelos nas próximas linhas.

MV Agusta F3 RC

A F3 nada mais é do que a moto que a MV Agusta usa para competir no Mundial de Supersport, uma das classes que integram o WorldSBK, categoria na qual os pilotos correm utilizando motocicletas bem semelhantes às que deixam as linhas de produção. 

E para movê-la, a missão fica por conta do motor de três cilindros com refrigeração liquida e 798 cm³ de capacidade, usina que entrega 150 cv de potência máxima a 13.000 rpm e 8,97 kgf.m de torque em 10.100 giros. Ela dispõe de ajustes eletrônicos que deixam a pilotagem mais invocada.

A MV Agusta declara velocidade máxima de 240 km/h para a F3 Reparto Corse, além de 165 kg de peso a seco. Para esta edição, a fabricante italiana aposta em garfos dianteiros Marzocchi com Nitreto de Titânio para reduzir o atrito, além de rodas 10% mais leves, resultando em uma redução de inércia em torno de 7%.

Os freios utilizam central Continental MK100 e componentes Brembo, com discos duplos de 320 mm e pinças de 4 pistões na dianteira, enquanto atrás ela traz disco simples de 220 mm e pinça de 2 pistões. Completam o pacote itens como sistema de escape em titânio assinado pela Akrapovic e embreagem com manetes de freios usinados em CNC. 

MV Agusta Dragster RC SCS

A naked italiana recebeu os mesmos aprimoramentos do que a F3, ou seja, suspensão dianteira revisada para oferecer menos atrito e rodas mais leves. Um detalhe que chama atenção nesta nova versão da Dragster são os acabamentos em fibra de carbono, que valorizam o seu design.

LEIA MAIS:
Rumor: elétrica da Kawasaki vai se chamar Ninja E1 e chegará em 2023
As motos mais emplacadas de cada categoria no 1º semestre
Ducati revela detalhes do protótipo elétrico da MotoE

Para movê-la, a MV Agusta também utiliza o motor de três cilindros com refrigeração líquida e 798 cm³ de capacidade, usina que entrega 147 cv de potência máxima a 12.800 rpm e 8,87 kgf.m de torque em 10.100 giros, números alcançados com o kit racing exclusivo para a Dragster, composto por um escape em titânio assinado pela da SC-Project, central inercial remapeada e tampa transparente para embreagem.

MV Agusta Turismo Veloce RC SCS 

A invocada crossover italiana recebeu incrementos nesta edição especial, como novo sistema de escape redesenhado, suspensões com novos ajustes e sensor eletrônico de trocas de marcha atualizado, oferecendo mais precisão e confiabilidade nas mudanças. 

A Turismo Veloce RC SCS inclui mais eletrônica no pacote, como acelerador eletrônico (ride-by-wire), controle de tração com oito níveis de ajuste e freios ABS.

  • MV Agusta mostra a nova e exclusiva família Reparto Corse
  • MV Agusta mostra a nova e exclusiva família Reparto Corse
  • MV Agusta mostra a nova e exclusiva família Reparto Corse
  • MV Agusta mostra a nova e exclusiva família Reparto Corse
  • MV Agusta mostra a nova e exclusiva família Reparto Corse
  • MV Agusta mostra a nova e exclusiva família Reparto Corse

Ela ainda dispõe de uma central IMU atualizada, além da nova Smart Clutch System, embreagem automática da MV Agusta que atua por força centrífuga, sistema que dispensa intervenção eletrônica ou hidráulica e permite acelerações mais rápidas sem a embreagem, favorecendo a condução.

Seu motor também é um três cilindros em linha de 798 cm³ e arrefecimento a líquido, usina que entrega 110 cv de potência em 11.000 rpm, 8,25 kgf.m de torque em 8.500 rotações e atinge os 230 km/h de velocidade máxima.

Os preços

Como dissemos na abertura do texto, as novas motocicletas da gama RC da MV Agusta possuem tiragem limitada, e como são exclusivas, possuem esse fator também no quesito preço.

A F3 RC com kit racing é a mais cara delas, começando em 28.050 euros. A mais barata é a Turismo Veloce RC SCS, que parte de 25.250 euros, enquanto a Dragster RC SCS tem a pedida inicial em 25.850 euros.

Gostaram das novas e exclusivas motos da MV Agusta? Deixe a sua opinião nos comentários!

MV Agusta mostra a nova e exclusiva família Reparto Corse

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]