Card image
Especiais
Coluna do Barros: Os efeitos da falta de fiscalização

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 11/03/2019
  • Atualizado: 08/04/2019 às 10:52
  • Por: Marcelo Barros

Todo mundo está cansado de ouvir sobre acidentes de trânsito. É chato, eu sei, mas eles não terminam nunca! Entre os muitos motivos um tem me chamado mais a atenção: tem muito valente no trânsito. Como “valente” entenda as pessoas que acreditam que estão acima da lei e que deixam a empatia guardada na gaveta quando saem por aí, seja a pé, de bike, de moto, de carro, de ônibus ou caminhão. Em todas essas formas de se mover pelas cidades eles estão presentes. Se cruzar com eles, tome cuidado. Vão te fechar, andar acima do limite da via, vão cruzar semáforos no vermelho e ainda ofender a coitada da sua mãe, que nada tem a ver com a história, se por acaso você chamar a atenção deles. Finja-se de morto e deixe-os irem embora!

Nas ruas é necessário cuidado triplo para fugir de problemas

Por que isso ocorre? Não faço ideia! Não importa o motivo, isso não dá o direito de colocar os outros em risco com sua condução irresponsável… Mas parte dessa “farra” nas ruas tem nome e sobrenome: é a famosa Falta de Fiscalização, acredito que você deve conhecer essa senhora… Na última viagem que fiz, retornando do litoral de São Paulo para a capital, encontrei dois dessa “espécie”. Um atravessando de moto pela faixa de pedestres em alta velocidade, quase colidindo comigo. No mesmo percurso, saio do pedágio e um ônibus me fecha sem nenhuma preocupação. Buzino em ambos os casos, sinalizando a manobra incorreta e os dois me mostram o famoso dedo, o do meio, cientes de que podem fazer o que quiserem.

Em todo o percurso, curiosamente, ela se fez presente, a popular Falta de Fiscalização… Se tivesse um perfil no Instagram, aposto que ela teria mais seguidores que a Anitta! Então, o motociclista e o motorista do ônibus seguiram suas vidas achando que estão certos. Uma vez na Serra do Rastro da Serpente, subindo sentido Apiaí um ônibus em alta velocidade no sentido contrário avançou na minha faixa em uma curva e me jogou para fora da pista. Por sorte, foi só o susto que ficou… Só espero que não coloquem em risco a vida de ninguém e que a senhora Falta de Fiscalização pegue suas coisas e suma das ruas do Brasil. A senhora não é bem vinda aqui!

Marcelo Barros não tem carro, usa sua moto todos os dias e é editor de testes na MOTOCICLISMO.
Marcelo Barros não tem carro, usa sua moto todos os dias e é editor de testes na MOTOCICLISMO.