Celular tira atenção do motorista por 200 metros por dia

Autor: Carlos Bazela


O celular pode roubar a atenção de motoristas por um trajeto maior do que se pode imaginar. De acordo com simulação realizada pela Cobli, startup brasileira que faz gestão de frotas, o dispositivo pode fazer alguém dirigir por 200 metros sem atenção ao trânsito. Para chegar a esse dado, a empresa utilizou como base um motorista profissional que dirige seis horas por dia e, durante esse período, o condutor olharia o celular seis vezes a cada hora por 4,5 segundos cada vez, correspondendo a 27 segundos no dia todo. O suficiente para causar acidente com um motociclista que trafega pelo corredor ao mudar de faixa, por exemplo.

No acumulado do ano, a projeção feita pela startup é ainda mais alarmante. Segundo a Cobli, esse mesmo motorista roda por quase 50 quilômetros com os olhos na tela do celular. A distância é a mesma entre São Paulo e Jundiaí. Para fazer a simulação, a Cobli levou em consideração a pesquisa do Centro de Experimentação e Segurança Viária (CESVI Brasil), que realizou um estudo no qual os participantes passaram 1,48 segundos, em média, dirigindo sem prestar atenção no trânsito para ler e responder uma mensagem.

Outra fonte consultada pela Cobli foi a RAC Foundation da Inglaterra, que realizou um estudo onde comprovou que enviar mensagens ao volante retarda o tempo de reação em 35%, percentual bem acima da demora provocada pelo álcool, que é de 12%. Então, se álcool e direção não combinam, celular e volante são uma combinação ainda mais mortal.

Foto: Renato Durães


Comentários