Card image
Testes
Husqvarna 701 Supermoto é diversão para quem pode

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 15/02/2019
  • Atualizado: 15/02/2019 às 15:40
  • Por: Carlos Bazela

Texto: Ismael Baubeta
Fotos: Renato Durães

No meu mundo ideal, como motociclista aficionado, a garagem dos sonhos certamente teria várias motocicletas, de estilos diferentes e complementares. A moto do dia a dia poderia ser um maxiscooter, para viajar, uma maxitrail, uma esportiva para fazer trackdays e, porque não, uma supermotard como esta Husqvarna 701 Supermoto para descarregar o estresse da semana, seja acelerando de semáforo a semáforo, seja para ir até um kartódromo e radicalizar com as possibilidades que ela oferece.

Quase ia me esquecendo, teria uma moto off-road também, para tentar alguns pulos, pois, apesar de não ter toda a habilidade necessária, gosto disso. Aliás, com esta 701 SM na lista, bastaria ter um jogo de rodas e pneus ideais para fora do asfalto, já que a moto dá conta do recado facilmente. Essa suposição, logicamente, baseia-se em possibilidades financeiras quase infinitas de um ser humano muito bem colocado na vida.

A Husqvarna 701 Supermoto é divertida mesmo nas ruas da cidade

Veja também:
Husqvarna Svartpilen 701 já tem preço na Europa
Protótipo de Husqvarna maxitrail é flagrado em testes
Husqvarna Svartpilen 401 tem visual único e alto desempenho

A 701 Supermoto é uma moto especial, ou seja, embora possa ser emplacada, foi concebida para competições, portanto não procure badulaques nem conforto, pois tudo nela é prático e minimalista. O lance dela é diversão, e se você tem sangue nos olhos, averigue onde é o kartódromo mais próximo, porque é ali que você vai se sentir no habitat dela e desfrutar cada metro de asfalto como se fosse o último.

701 Supermoto da Husqvarna é ágil em mudanças de direção

O chassi é do tipo treliça em aço e foi combinado a um subquadro em poliamida de apenas 5,2 quilos, e é nele que o tanque de 13 litros de capacidade é integrado, diminuindo e distribuindo o peso de maneira a favorecer agilidade.

O guidão é bem largo (tal qual o de uma moto off-road) e o banco vai quase até o canote, oferecendo espaço suficiente para dançar um tango enquanto se pilota, porém é duro feito pedra, por isso os passeios devem ser curtos. Viajar nem pensar, mas, para quem não abre mão disso, a concessionária PowerHusky, única da marca no país, oferece um assento especial australiano, mais macio, para minimizar o desconforto.

O tanque da Husqvarna 701 Supermoto tem capacidade para 13 litros

Todos os componentes da 701 são de altíssima qualidade e grife de renome: o sistema de freios com pinça radial monobloco de quatro pistões é assinado pela Brembo, as suspensões são WP (curso de 215 mm na frente) totalmente reguláveis, sendo a bengala esquerda responsável pela compressão e a direita pelo retorno hidráulico.

Atrás, um amortecedor montado sobre links tem as mesmas regulagens, sendo que na compressão é possível o ajuste de alta e baixa velocidade de passagem do óleo. A eletrônica é elementar: acelerador RBW (Ride by Wire) e ABS. Não há controle de tração, mas a embreagem deslizante controla as derrapagens nas reduções de marcha mais bruscas.

A Husqvarna 701 Supermoto traz suspensões ajustáveis e freios ABS

A 701 Supermoto é capaz de ser dócil e rodar mansamente numa tocada de final da tarde, quase sem fazer barulho, mas também pode ser estúpida e fazer a frente subir a todo instante apenas girando o punho direito com mais rispidez e vontade.

A brincadeira fica ainda mais divertida quando você vai até uma estrada repleta de curvas ou a um kartódromo. É divertido aproximar-se das curvas deixando para reduzir e frear no último instante, pois o sistema de freio é potente e seu ABS pode ser desligado para deixar o piloto utilizá-lo como bem entender e aumentar os níveis de endorfina.

Minimalismo no painel da Husqvarna 701 Supermoto

Derrapar nas entradas de curva, deitá-la até raspar as pedaleiras, não importa se fazendo o pêndulo ou com a perna para fora ao estilo off-road, é sensacional, e não é preciso ser um piloto agressivo para se divertir, pois ela permite abusos, e os bons pneus Continental Conti Attack permitem ângulos de inclinação cuja sensação é a de estar em uma MotoGP. Resumindo, é uma moto para se divertir muito.

A simplicidade e despojamento de uma moto especial como este exemplar de supermoto pode parecer pouco pelo preço de venda sugerido de R$ 79.000, a depender do ponto de vista, afinal são motos exclusivas também na Europa e a operação no Brasil é pequena, para sorte dos que podem pagar e se deliciar com ela.

O motor da Husqvarna 701 Supermoto é um monocilíndrico de 692,7 cm³

Dados de fábrica

Motor monocilíndrico, arrefecido a água, OHC, 4 válvulas, câmbio de seis velocidades

  • Cilindrada – 692,7 cm³
  • Potência máxima – 74 cv a 8.000 rpm
  • Torque máximo – 7,2 kgf.m a 6.750 rpm
  • Diâmetro X curso do pistão – 102 mm X 84,5 mm
  • Taxa de compressão – 12,6:1
  • Quadro – treliça em aço
  • Cáster – 63°
  • Trail – Não declarado
  • Suspensão dianteira – Garfo invertido com 215 mm de curso, totalmente ajustável
  • Suspensão traseira – Monoamortecedor com curso de 250 mm, totalmente ajustável
  • Freio dianteiro – Disco de 320 mm, pinça radial monobloco de 4 pistões (ABS)
  • Freio traseiro – Disco de 240 mm, pinça de 1 pistão
  • Modelo do pneu – Continental Conti Attack
  • Roda dianteira – 120/70-17”
  • Roda traseira – 160/60-17”
  • Capacidade do tanque – 13 litros
  • Peso seco – 145 kg

Husqvarna 701 Supermoto é trail minimalista

Pontos positivos

  • Torque
  • Agilidade
  • Freios

Pontos negativos

  • Conforto
  • Preço