Coluna do Raul
Notícias

Watts fecha parceria para oferecer aluguel de motos elétricas

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 14/06/2022
  • Por: Willian Teixeira

As startups brasileiras E-Moving e Watts Mobilidade Elétrica – esta última adquirida pelo Grupo Multilaser em março – anunciaram um acordo para ofertar locação de motos elétricas para empresas.

As assinaturas partem de R$ 699 mensais e o contrato mínimo é de 12 meses, sendo que os locatários poderão customizar o veículo para diferentes aplicações. “Será possível instalar giroflex, luzes adicionais, bauletos, protetor de perna, sirene, telemetria, entre outros”, explica Caio Dias, Diretor de Produtos da Multilaser e responsável pela gestão da marca Watts.

Watts fecha parceria para oferecer aluguel de motos elétricas
Gabriel Arcon, CEO da E-Moving, e Rodrigo Gomes, fundador da Watts (Foto: Divulgação)

LEIA MAIS:
Novidade: LLMotors estreia no Brasil com três modelos elétricos
Voltz Motors vai plantar uma árvore para cada moto elétrica vendida
Robo Systems Ultra Bike 2×2: uma elétrica que encara qualquer terreno

O CEO da E-Moving, Gabriel Arcon, destaca que o negócio também tem o propósito de reduzir a emissão de CO2 na atmosfera, além de ajudar a combater a poluição sonora. “Nosso objetivo é incentivar as empresas a trocarem suas frotas de motos convencionais, para que, assim, estejam totalmente alinhadas às pautas ESG e ainda possam reduzir custos operacionais” diz o executivo.

“A parceria chega em um momento de expansão do mercado de mobilidade elétrica no país. Impulsionada pelo aumento do preço do combustível e, também, pelo desejo do brasileiro de reduzir os impactos ambientais, acreditamos que a utilização de veículos elétricos só tende a crescer”, explica Rodrigo Gomes, fundador da Watts.

Watts fecha parceria para oferecer aluguel de motos elétricas
Watts W125 tem o mesmo visual da Shineray SHE S. Vale lembrar que ambas são de origem chinesa (Foto: Divulgação)

O modelo que será disponibilizado para as locações é a W125, moto elétrica da Watts movida por um motor de 3.000 W com desempenho semelhante às motocicletas à combustão de 125 cm³, autonomia para rodar até 125km com duas baterias e velocidade máxima declarada de 100 km/h. O modelo concorre com a Voltz EVS e com sua “irmã gêmea”, a Shineray SHE S.

A aquisição da Watts pela Multilaser foi anunciada em fevereiro deste ano, e o valor da negociação atingiu as cifras de R$ 10,5 milhões. E a Multilaser ainda prevê investir mais R$ 5 milhões na construção de uma nova fábrica dedicada à mobilidade elétrica em Manaus.

Motos da Watts disponíveis para locação poderão ser personalizadas conforme as necessidades dos clientes (Foto: Divulgação)

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Quem também tem um modelo de negócio que prevê o aluguel de motos elétricas é a Voltz Motors, que anunciou há alguns meses um acordo com a Unidas para disponibilizar unidades do scooter EV1 para locação. Porém, a diferença é que o acordo entre as duas empresas prevê locações para pessoas físicas, enquanto a parceria entre E-Moving e Watts contempla, em um primeiro momento, apenas clientes pessoa jurídica.

Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]