honda-u-go-motociclismoonline-1
Notícias

Honda U-GO é o novo scooter elétrico popular e ecológico

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 13/08/2021
  • Por: Alexandre Nogueira

A Wuyang Honda é o braço chinês da marca da asa, e apresenta o novo scooter elétrico U-GO, para ser a alternativa mais barata e ecológica do segmento.

O Wuyang Honda U-GO chega em duas versões, uma mais potente que a outra, e estarão disponíveis apenas no mercado chinês. O e-scooter U-GO foi idealizado exclusivamente para deslocamento urbano e uso diário na cidade. O design é minimalista e a construção é simples, mas que o tornam um forte concorrente do segmento no país asiático.

Veja também:
Honda Bros 2022 chega em setembro e parte de R$ 14.600
Bicicletas KTM chegam ao Brasil via 2W Motors
Honda CB 500F é uma opção simples e perfeita

O modelo mais potente tem um motor de potência contínua de 1,2 kW com potência máxima de 1,8 kW e velocidade máxima de 53 km/h, enquanto o segundo modelo, mais modesto em seu desempenho, tem potência nominal inferior a 0,8 kW, e a velocidade máxima 43 km/h.

Honda não revelou dados sobre autonomia, mas espera-se que a versão mais potente permita percorrer uma distância superior a 100 quilômetros. Ambos os modelos serão alimentados por uma bateria destacável de 1,44 kWh de capacidade, que é expansível para um módulo duplo para aumentar sua capacidade até 2,88 kWh no total.

O design é minimalista futurista, e a grande vantagem em relação aos patinetes elétricos é que o U-GO tem um porta objetos sob o assento que comporta um capacete integral. Um pequeno painel LCD invertido traz apenas velocímetro, odômetro, modo de pilotagem e capacidade da bateria, além das luzes de setas e farol alto. Os preços não foram revelados, mas é bem provável que convertendo o yuan em dólares, os valores sejam de aproximadamente US$ 1.150 para a versão básica e US$ 1.230 para a versão mais potente.

Entre os veículos elétricos ainda há muitos prós e contras, mas os benefícios incluem motores mais silenciosos e com maior disponibilidade de torque, menores custos de manutenção e reparo, além do maior conforto ao pilotar. O grande entrave ainda é a baixa autonomia e os poucos pontos de recarregamento. Há de de considerar também que há pouquíssimos profissionais capacitados para a manutenção de motores elétricos, por isso os profissionais de eletrotécnica provavelmente serão os mantenedores dessas máquinas.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– 
Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Não há informações sobre o lançamento global deste modelo sob o nome Honda. E você curte as motocicletas com motores elétricos? Deixem seus comentários.

Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]