Card image
Notícias
Honda expande linha off-road com a inédita CRF 250F

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 19/10/2018
  • Atualizado: 25/10/2018 às 14:16
  • Por: Marcelo Barros

Viajamos até Itajaí, Santa Catarina, para conhecer uma importante novidade para os fãs do motociclismo fora de estrada. A Honda apresentou a inédita CRF 250F, uma moto que desde o momento da revelação a marca fez questão de deixar claro que não substitui a conhecida CRF 230F. As duas ficam disponíveis na linha que hoje tem sete modelos.

A CRF 250F é uma moto totalmente nova. O design e o grafismo são inspirados nas motos 450 da família CRF. O chassi é do tipo berço semi duplo, com dupla trave, que ajuda nas respostas mais equilibradas da ciclística, deixando a pilotagem mais fácil. A ergonomia foi desenvolvida para tornar mais natural a pilotagem em pé, e permitindo que inclusive pilotos mais altos – lembrando que tenho 1,83 m de altura – fiquem confortáveis pilotando em pé, independente da condição do piso. A altura do assento é de 883 mm, então dependendo da estatura do motociclista, a CRF 230F que é mais baixa pode ser melhor opção pela ergonomia.

DNA Honda

O motor é derivado da conhecida CB Twister 250, mas com algumas modificações para se adequar a proposta da moto. Tem injeção eletrônica e só funciona com gasolina. O câmbio é de cinco velocidades e o seu escalonamento, além da relação de transmissão final, foram alterados para priorizar mais o torque em baixa rotação. Da primeira à terceira as marchas são curtas, enquanto quarta e quinta marchas são mais longas. O motor responde muito bem, entrega 20% a mais de potência e torque em comparação ao motor da 230F, além da moto ter boa relação peso-potência, o que aumenta o prazer na pilotagem.

Enquanto na CRF 230F o freio traseiro é a tambor, a 250F vem equipada com freio a disco, e isso faz muita diferença na sensação de melhor controle da moto nas frenagens. As suspensões são sem dúvida um dos destaques dessa moto. São novas e tem mais curso que na 230F. A dianteira é de 41 mm, com o mesmo cáster da 230F e 240 mm de curso. Na traseira, com o conhecido Pro-link, tem 230 mm de curso. Durante o teste a moto respondeu muito bem em diferentes condições, mostrando que as suspensões estão bem acertadas.

Primeiras impressões

Após o test ride com ela, onde também andamos na CRF 230F, ficou nítido como a CRF 250F chega para ser um avanço para quem hoje tem a 230F, com uma diferença muito pequena, se pensar no ganho em desempenho e segurança. Tanto para iniciantes no off-road, como para pilotos, a CRF 250F é uma moto mais acertada, que gasta menos energia, pois é muito fácil colocar ela exatamente onde você quer, graças ao seu conjunto bem acertado.

Mesmo não sendo um piloto de off-road experiente – e precisando de melhorar meu preparo físico, item chave para andar bem no fora de estrada – me senti muito mais confiante para acelerar mesmo na pista cheia de lama, graças as chuvas fortes que caíram na região um dia antes do teste. A CRF 250F custo-benefício que fará não apenas quem pensava em comprar uma CRF 230F hoje mudar para a 250F, mas também atacar forte quem namorava as motos off-road nessa faixa de cilindrada e desempenho de Yamaha e Kawasaki.

A CRF 230F custa R$ 13.450 e a Honda fixou o preço da nova CRF 250F em R$ 14.990. Os preços são sem o custo de frete e de seguro. Consulte o preço exato na concessionária mais próxima de você. O modelo será produzido no Brasil e exportado para a América. Chega nas concessionárias ainda em outubro. Veremos como o mercado absorve essa novidade e como as concorrentes vão reagir. A Honda quer dobrar o volume de vendas que tinha com a 230F com a chegada da nova 250F. Moto para isso, ela tem.

Ficha técnica

Motor: Monocilíndrico arrefecido a ar, OHC, 4 tempos, injeção eletrônica
Cilindrada: 249,58 cm³
Diâmetro x curso do pistão: 71 x 63,03 mm
Potência máxima declarada: 22,2 cv a 7.500 rpm
Torque máximo declarado: 2,28 kgf.m a 6.000 rpm
Taxa de compressão: 9,6:1
Câmbio: manual, 5 velocidades
Partida: Elétrica
Bateria: 12 V – 5 Ah
Farol: 35W
Chassi: berço duplo de aço
Suspensão dianteira: Garfo telescópico de 41 mm, com 240 mm de curso e sem ajustes
Suspensão traseira: Monoamortecedor com Pro-Link, 230 mm de curso e ajuste de pré-carga
Freio dianteiro: Disco de 240 mm
Freio traseiro: Disco de 220 mm
Modelo do pneu: Pirelli Scorpion XC
Pneu dianteiro: 80/100 21 51R NHS
Pneu traseiro: 100/100 18 59R NHS
Comprimento: 2.108 mm
Largura: 798 mm
Entre-eixos: 1.420 mm
Distância mínima do solo: 286 mm
Altura do assento: 883 mm
Capacidade do tanque: 6 litros
Peso seco: 114 kg

Fotos: Marcelo Barros e Honda/Divulgação