Card image
Especiais
Conheça o scooter Neo 125, agente duplo da Yamaha

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 15/09/2016
  • Atualizado: 15/09/2016 às 19:09
  • Por: admin

<p><span style="line-height: 1.6em;">Em um mês com muitas novidades mundiais, <strong>a Yamaha revelou no Brasil o scooter Neo 125</strong>.</span></p>

<p><img alt="Yamaha Neo 125" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/neo_215_yamaha_scooter_cub_2017_motociclismo_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Sim, <strong>Neo</strong> é o nome daquele scooter que saiu de linha em 2012 e ainda era possível encontrar unidades dele à venda até o primeiro semestre de 2013. Aquele que tinha tudo para ser uma cub (posição de pilotagem, posição do tanque, rodas grandes, design) mas só é um scooter porque abriu mão do câmbio semi automático, por uma transmissão CVT.</p>

<p>Basicamente, pelo que o Neo 125 traz, é como se a Neo 115 não tivesse saído de linha e esse fosse o modelo 2017, pois analisando, é uma evolução natural daquele scooter que dividia opiniões: alguns amavam pela praticidade e agilidade, enquanto outros reclamavam da suspensão traseira e baixa autonomia.</p>

<p><img alt="Para quem não conheceu, este é o Yamaha Neo 115" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/neo_115_yamaha_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A principal diferença é o chassi. Na Neo 115 era um chassi de cub. Na Neo 125 é um chassi de scooter tradicional, com o vão livre entre a parte frontal e o assento, para apoiar os pés. </span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Voltando ao novo modelo. Ele é derivado do Mio Soul i 125, um scooter da Yamaha comercializado na Ásia. O grande destaque é o seu visual. A frente parece de uma moto de alta cilindrada. e a traseira tem o mesmo capricho no design.</span></p>

<p><img alt="São três opções de cor. A Yamaha aposta no sucesso do cinza" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/neo_125_yamaha_motociclismo_cores_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">O motor é monocilíndrico de 125 cm³,  da geração</span><strong style="line-height: 1.6em;"> BlueCore</strong><span style="line-height: 1.6em;"> — assim como o do NMax 160 —, que é mais eficiente. O bloco do motor é fundido com liga de alumínio com sílicio, que além de mais leve, tem melhor dissipação térmica e resistência, aumentando a vida útil do motor e permitindo que o pistão possa ter uma saia menor, o que gera maior rendimento.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">O motor é alimentado com gasolina (não é flex), rende 9,8 cv de potência a 8.000 rpm, com pico de torque em 0,98 kgf.m a 5.500 rpm. O projeto do CVT da Neo 125 foi pensado para aquele atraso característico dos primeiros scooter (aquela sensação de que você acelera e demora para o motor responder) fosse reduzido quase a zero. </span></p>

<p><img alt="Na foto o bem calibrado CVT sem a capa e o amortecedor traseiro, localizado do lado esquerdo do Neo 125" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_yamaha_neo_125_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Girou o acelerador e o Neo 125 já sai ligeiro! Bom nas saídas de semáforo e um detalhe que o torna mais prazeroso. Além destes cuidados,<strong> o novo scooter tem apenas 96 kg de peso</strong> (cheio), o que favorece maior desempenho, agilidade e menor consumo de combustível. Neste primeiro contato não foi possível medir o consumo. A Yamaha declarou que está em torno de 40 km/l, uma média.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A suspensão dianteira é telescópica, com 90 mm de curso e a traseira tem apenas um amortecedor, do lado esquerdo do scooter, com curso de 80 mm. Ele não tem pré-carga da mola, porém, no primeiro contato nas ruas de São Paulo, supreendeu pela eficiência. Sem atingir o final do curso em nenhum momento, proporcionou conforto e não virou um ‘pula-pula’ em vias irregulares andando mais rápido — o que ocorria na extinta Crypton e ocorre na Honda Biz. </span></p>

<p><img alt="O design do Neo 125 é caprichado. A traseira é estreita, atual" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/traseira_neo_125_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">O freio é unificado (UBS) assim como o disponível da Fazer 150, ao acionar o freio traseiro (com o manete esquerdo) o sistema faz com que a freio dianteiro seja acionado em até 30% de sua potência. Isso garante, principalmente aos menos experientes, mais segurança nas frenagens, com estabilidade. </span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Junto com os freios, a segurança na pilotagem é garantida pelos pneus Metzeler Fell Free (sem câmara), aplicados nas belas rodas de liga-leve de 14 polegadas — lembrando que aro maior absorve melhor as irregularidades das ruas e aumenta o conforto. Na frente, um 80/80, na traseira, um 90/80.</span></p>

<p><img alt="No evento de apresentação do novo scooter, a Yamaha fez uma apresentação técnica com uma unidade desmontada" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/neo_125_desmontado_yamaha_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>O Neo 125 chega como um ‘agente duplo’ da Yamaha, porque além de ser uma opção de scooter acessível, de entrada, para iniciantes ou para quem tem carro ou moto de alta cilindrada e quer um segundo veículo prático e de baixo custo para manter, ele vai suceder a extinta Crypton 115 e competir com a Honda Biz 125. Parece absurdo a Yamaha querer competir com um scooter contra a cub da Honda?</p>

<p><img alt="Nosso primeiro contato com o Neo 125 foi nas ruas de São Paulo" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamaha_neo_125_sp_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Basta andar no Neo 125 para ver que concorre sim e com qualidade. Antes de sair rotulando os produtos, é importante pensar o que procura quem quer uma Honda Biz e quem quer um Neo 125. <strong>Verá que o perfil será o mesmo.</strong> Praticidade, agilidade, fácil pilotagem e econômia.</p>

<p>O que poderia ser melhor? O guarda volumes sob o assento, com 14 litros, que comporta um capacete aberto (jet), extremamente popular na Malásia, onde o projeto base da Neo 125 foi criado. Seria ótimo se houvesse espaço para um capacete fechado.</p>

<p><img alt="Sob o assento, espaço para um capacete aberto e o acesso ao tanque, de 4,2 litros" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamaha_neo_125_motociclismo_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Repare que em todas as fotos de divulgação do modelo o capacete utilizado é aberto. Por este motivo… Para contornar isso, a Yamaha oferece como acessórios o bagageiro (R$ 131) e o bauleto (R$ 165), além é claro, de comercializar o capacete aberto <strong>Move! </strong>(R$ 240), fabricado pela brasileira Starplast.</p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">O preço do Neo 125? <strong>R$ 7.990 (+ frete)</strong>. Em 2012, o Neo 115 custava <strong>R$ 6.590</strong>, mais um motivo para a associação do nome e para considerar que<strong> o valor fixado está coerente com o produto. </strong></span>Vale dizer que atualmente <span style="line-height: 1.6em;"><strong>é o scooter mais barato do mercado brasileiro.</strong></span></p>

<p><img alt="O painel do Neo 125 é básico, analógico, o que faz sentido por ser um scooter de entrada" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/painel_neo_125_yamaha_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Além de apresentar um novo produto, a Yamaha quer entregar um pacote completo de serviços para tornar ainda mais atrativo o Neo 125. Quem compra o novo scooter tem Assistência 24 horas e seguro fixado em R$ 600, sem análise de perfil. A idéia é dar mais tranquilidade ao usuário, principalmente os novos motociclistas. </span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Além disso, o modelo entra tem revisão com preço fixo até a sétima revisão, com 30 mil km. Bom para quem gosta de controlar os gastos.</span></p>

<p><img 125="" alt="O Mio Soul i 125 faz sucesso nas Filipinas e é a " do="" height="467" neo="" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/mio_soul_125_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>O novo scooter da Yamaha <strong>chega nas concessionárias na segunda quinzena de outubro.</strong> Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário.</p>