SEAT-MO_35_HQ
Especiais

Coluna do Raul: Elétricas em alta na Europa!

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 28/08/2022
  • Por: Redação

Na Espanha, Itália e França, os números oscilaram, inclusive negativamente em alguns segmentos de duas rodas. Porém, as vendas de elétricas tiveram um aumento significativo no primeiro semestre de 2022. Essa será a temática da Coluna do Raul deste mês!

Por Raul Fernandes Jr.*

Na Espanha, o secretário – geral da Associação dos Fabricantes de Motos da Espanha, destacou que as motocicletas e scooter desempenharam um papel cada vez mais importante na nova mobilidade. O aumento progressivo da procura permitiu manter um bom crescimento, apesar dos problemas de abastecimento de matérias-primas e dificuldades logísticas.

No final do primeiro semestre de 2022, foram licenciadas 105.025 motocicletas na país ibérico, o que representa um crescimento homólogo de 9,8%. A proliferação dos veículos de duas rodas nas áreas urbanas espanholas será decisiva para atingir os objetivos de redução de emissões de poluentes, melhor aproveitamento do espaço público e popularização dos veículos elétricos.

Mas nem todos os veículos se comportaram da mesma forma. O número de vendas de motocicletas cresceu 11,5% no semestre, com 91.453 licenciamentos. Este aumento deve-se às motos mais urbanas, do tipo scooter (com aumento de 25,6% e 50.639 unidades).

As motocicletas convencionais diminuíram ligeiramente (queda de 2,0% e 40.814 unidades). Os ciclomotores também diminuíram neste primeiro período, especificamente 8,9% com 7.875 unidades registradas.

Essa redução vem pelo canal de aluguel, pois não foram fornecidas tantas frotas compartilhadas como no ano passado. Até 30 de junho, foram registrados 1.836 triciclos (aumento de 26,5%), 1.731 quadriciclos leves (crescimento de 12,0%) e 2.130 quadriciclos pesados (mais de 7,7%).

Entretanto, devemos salientar que as motos elétricas atingiram números de mercado significativamente superiores às dos veículos de maior dimensão, sobretudo nas zonas urbanas. No acumulado de 2022, as motocicletas elétricas representam 5,7% do mercado total, enquanto os ciclomotores já chegam a 36,3% do total.

Na Itália, o acumulado anual também ficou em linha com o valor mensal, com queda de 2% em relação ao primeiro semestre de 2021. Sinal negativo apenas para os scooter, que perderam 10,9%, equivalente a 82.021 veículos matriculados.

Coluna do Raul: oscilação e elétricas ganhando terreno

Por outro lado, o desempenho das motocicletas foi bom, com 79.162 veículos emplacados e crescimento de 6,1%. O desempenho dos ciclomotores continua excelente, com um crescimento de 19,8% e 11.643 veículos vendidos.

Os elétricos surpreenderam em junho, impulsionados por algumas encomendas e pelo efeito dos incentivos governamentais: o crescimento foi de 152,3%, o equivalente a 3.561 veículos matriculados. No acumulado estão perto de dobrar em relação ao mesmo período de 2021, que registra alta de 82,2% e 9.171 veículos vendidos.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Já na França, o fato de as vendas de veículos motorizados de duas rodas terem permanecido num patamar elevado em 2021 e terem caído “apenas” 6% no primeiro semestre de 2022 é, no entanto, suficiente para tranquilizar os profissionais… e os seus clientes, que ainda são amadores.

No entanto, sérias ameaças pesam sobre o setor, como estacionamento pago nas grandes cidades que penaliza as motos 125 cm³ e os maxiscooter, por exemplo. Os aumentos crescentes nos combustíveis, o controle técnico e a abolição dos motores térmicos na Europa, em 2035, são outros fatos importantes.

Assim sendo, provavelmente, os veículos elétricos poderão ser a próxima compra dos consumidores em virtude das novas leis de emissões.

Gostou do tema da Coluna do Raul? No próximo mês vem mais coisa boa por aqui!

Raul Fernandes Jr. é especialista em mercado de motocicletas, presidente da AssoRoyal (Associação dos Revendedores Royal Enfield do Brasil), sócio do Grupo 2W Motors e ex-diretor de redação da revista MOTOCICLISMO Brasil.

Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]