Card image
Especiais

Bajaj no Brasil: confira alguns fatos sobre a gigante indiana

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 22/12/2022
  • Por: Willian Teixeira

A Bajaj é a mais recente novidade do mercado brasileiro, estreando em nosso país com a gama Dominar e cinco concessionárias no estado de São Paulo – rede que deve ser expandida para outros estados nos próximos meses.

Apesar de recente por aqui, a gigante indiana é uma das mais renomadas marcas de motocicletas do mundo. Confira a seguir alguns números e fatos de sua história.

  • Terceira maior montadora do mundo

Atualmente a Bajaj é uma companhia global, com mais de 40 empresas em seu portfólio. A montadora, que é a terceira maior fabricante de motocicletas do planeta, tem faturamento declarado em US$ 4,13 bilhões por ano e capacidade produtiva em torno de 7 milhões de unidades espalhadas pela Índia.

Suas motocicletas são exportadas para 79 países, dentre os quais há 17 mercados em que a marca é líder de vendas, como Colômbia, Nigéria, Egito e Filipinas. A marca, que acabou de chegar ao Brasil, possui larga e histórica expertise na produção de scooters e motocicletas de baixa/média cilindrada, tanto que registra acordos operacionais com marcas europeias mundialmente reconhecidas.

Bajaj no Brasil: confira sete fatos sobre a gigante indiana
  • Amplo corpo de desenvolvimento

Na Índia, reforçando o DNA da marca em Inovação e Tecnologia, a Bajaj possui um moderno Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, com mais de 1.500 engenheiros dedicados ao desenvolvimento de novos produtos da marca.

  • “Parentesco” com Mahatma Gandhi

A Bajaj foi fundada nos anos 1940 na Índia por Jamnalal Bajaj, empresário indiano que era próximo ao líder pacifista Mahatma Gandhi – que o considerava como um filho.

LEIA MAIS:
Voge 525 ACX 2023, uma nova scrambler chinesa está chegando
Royal Enfield inicia produção de motos no Brasil em operação CKD
Indústria de motocicletas registra o melhor resultado em 8 anos

  • Muito além das motos

Tudo começou quando Jamnalal fundou sua fábrica de açúcar. Com o passar do tempo, o grupo foi diversificando suas atividades e ingressou em várias áreas, como as de motocicletas, seguros, aço, serviços financeiros, eletrodomésticos, entre outras.

Além de motos, a Bajaj também é muito forte na Índia no segmento de veículos de três rodas – com os mundialmente conhecidos “tuk-tuk´s”. Em seu portfólio também há um pequeno automóvel, o Qute, muito usado por taxistas no mercado indiano.

Bajaj no Brasil: confira alguns fatos sobre a gigante indiana

Hoje a Bajaj é uma empresa global, que figura na lista internacional da Forbes como uma das 100 companhias mais inovadoras do planeta. São mais de 40 empresas pertencentes ao Grupo, que empregam 36 mil pessoas em todo o mundo.

  • Parcerias com grandes marcas

Iniciada em 2007, essa parceria começou com o desenvolvimento de novos modelos de menor cilindrada. A partir de 2013, as primeira motocicletas deixaram as linhas da Bajaj na planta indiana de Pantnagar. A aproximação entre Bajaj e KTM consolidou-se em 2017, quando a empresa indiana adquiriu 49% das ações da marca austríaca.

Bajaj no Brasil: confira alguns fatos sobre a gigante indiana

Já a cooperação com a Husqvarna, marca que também pertence ao Grupo Pierer Mobility – dono da KTM – nasceu em 2011 e rendeu o primeiro produto oito anos depois. Com a Triumph, por sua vez, a Bajaj assinou acordo dois anos atrás, em 2020, para desenvolvimento de novos produtos de baixa e média cilindrada, motos que devem surgir nos próximos anos.

  • Operação própria no Brasil

Ao contrário do que acontece em outros países, a Bajaj não estreará no Brasil com importadores ou distribuidores. Ou seja, o país possui a sua própria subsidiária, o que já anuncia o apetite dos indianos e o largo potencial de crescimento visto por eles no mercado nacional.

“A opção por se instalar na condição de subsidiária é estratégica. Nós apostamos alto no Brasil”, afirma Rakesh Sharma, Executive Director da Bajaj Auto Limited.

Bajaj no Brasil: confira alguns fatos sobre a gigante indiana
  • Fábrica própria no Brasil? Quem sabe no futuro

As motos Bajaj que serão vendidas no Brasil são montadas na fábrica da Dafra em Manaus. Porém, no meio do ano, quando houve a visita dos jornalistas brasileiros às instalações da marca na Índia, Rakesh Sharma declarou que existe verba para a construção de uma fábrica por aqui, mas isso será verificado futuramente, dependendo do sucesso da marca por aqui.

O que você achou da estreia da Bajaj no Brasil? Gostaria de uma concessionária da marca em sua cidade para poder conhecer melhor os produtos e, quem sabe, colocar uma motocicleta deles em sua garagem? Manifeste-se nos comentários!

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Deixe seu Comentário

Conteúdo Recomendado

Comentários

[Fancy_Facebook_Comments_Pro language="pt_BR"]