Card image
Competições
Rafael Paschoalin vence em Pikes Peak

7 Minutos de leitura

  • Publicado: 01/07/2019
  • Atualizado: 01/07/2019 às 19:46
  • Por: Willian Teixeira

O brasileiro Rafael Paschoalin venceu o tradicional desafio Pikes Peak International Hill Climb, disputado no Colorado, EUA. O piloto, que competiu com uma Yamaha MT-07, conquistou o título da categoria Middleweight.

Rafael Paschoalin, vencedor da categoria Middleweight em Pikes Peak (Foto: Divulgação)

Disputada em Colorado Springs, nos Estados Unidos, a corrida de Pikes Peak é uma prova de subida de montanha centenária, que este ano chega a sua 103ª edição. Seu objetivo é eleger o piloto mais rápido – entre diversas categorias de motocicletas e carros – a subir uma sinuosa estrada com 20 quilômetros de percurso e nada menos que 156 curvas.

Rafael Paschoalin em Pikes Peak (Foto: Larry Chen)

Veja também:
Vision DC Roadster é conceito elétrico da BMW
Dainese apresenta colete com airbags da MotoGP
MotoE: Eric Granado vence simulação de corrida

A largada acontece a cerca de 2300 metros de altitude e a chegada a mais de 4500 metros, fazendo com que o ar rarefeito coloque ainda mais a prova as motocicletas e seus pilotos.

Paschoalin já tinha conquistado a pole em sua categoria, que reúne motocicletas equipadas com motores de dois ou quatro tempos que não excedam quatro cilindros e que tenham entre 501 e 850 cilindradas.

Rafael Paschoalin em Pikes Peak (Foto: Larry Chen)

O brasileiro completou a prova em 10min43s880, terminando na primeira colocação da Middleweight e em 8º na classificação geral das motos.

Apesar da vitória de Paschoalin, a prova ficou marcada pelo acidente fatal de Carlin Dunne. O piloto da Ducati Spider Grips morreu aos 36 anos após cair de sua motociclista nos últimos metros do desafio.

Segundo informações divulgadas por nossos parceiros da MOTOCICLISMO Espanha, testemunhas afirmam que o piloto perdeu o eixo dianteiro após passar por um buraco quando se aproximava do final da “corrida para as nuvens”.

Em seu Instagram, Paschoalin celebrou sua vitória, mas lamentou a morte do piloto americano.

Ver essa foto no Instagram

Obrigado a cada um de vocês, time, patrocinadores, família e amigos.. essa VITÓRIA é NOSSA! Missão cumprida, 1° na Middleweight e 8° na geral em um dia tenso, com ar pesado e a perda de um cara excepcional: R.I.P Carlin Dunne As provas de rua entregam uma emoção que não pode ser mensurada, de vez em quando o destino nos mostra o quão perigoso isso pode ser, nos resta parar ou continuar, mas sobre tudo, viver cada segundo de maneira esplêndida aproveitando a nossa jornada por aqui… 📸 @larry_chen_foto @yamahabrasil @yamaharacingbrasil @mahogany.roraima @ls2brasil @pirellimoto_br @macacoes2mt @jeskapoficial @bulletmotosystems @rg_crashprotection @equipe_prt @ciganinhoadib @luduz_solucoes_em_ferramentas @bestfitgym @abtperformance @kwtaquecedorespneus #yamaha #MahoganyRoraimaRacing #bLUcRU #mt07 #paschoalin #rp113 #yamalube #RP113RidersFactory #ciganodesigns #BulletMotoSystems #remap #ppihc #RaceToTheClouds #pikespeak #AmericanBikeTailor #MotorLivre #luduz #betatools

Uma publicação compartilhada por Rafael Paschoalin (@rpaschoalin) em

Dunne, que em 2012 tornou-se o primeiro piloto de motos a completar o desafio em menos de 10 minutos, pilotava o protótipo da Ducati Streetfighter V4 e estava prestes a estabelecer um novo recorde e conquistar seu quarto título na tradicional corrida contra o relógio.