Card image
Competições
Moto3: Arbolino bate Dalla Porta por 0s029 e vence na Itália

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 02/06/2019
  • Atualizado: 02/06/2019 às 7:36
  • Por: Leonardo Marson

Tony Arbolino venceu na manhã deste domingo (2) a sexta etapa da temporada da Moto3, disputada no circuito de Mugello, na Itália. Em uma corrida marcada pela grande alternância de posições ao longo das 21 voltas, o piloto da Snipers esteve sempre entre os cinco primeiros, mas só conseguiu a ultrapassagem que lhe valeu a vitória nos metros finais, ao superar Lorenzo Dalla Porta. Foi a primeira vitória do italiano na temporada.

Tony Arbolino

Dalla Porta foi quem esteve na liderança da corrida na maior parte do tempo, mas acabou superado por Arbolino por apenas 0s029 ao final, tendo que se contentar com a segunda posição. O pódio foi completado por Jaume Masià, que apareceu com destaque apenas na abertura da última volta, quando apareceu na primeira colocação, terminando 0s078 atrás do vencedor.

Niccolò Antonelli completou a corrida na quarta colocação, sendo seguido por Denis Foggia. John McPhee, que largou da 18ª posição e apareceu em terceiro ainda nas voltas iniciais, terminou em sexto, logo à frente de Aron Canet. Líder por algumas voltas, Tatsuki Suzuki acabou com o oitavo lugar, enquanto Celestino Vietti foi o nono. A lista dos dez primeiros foi completada por Darryl Binder, que esteve na briga pela vitória na maior parte do tempo.

A temporada do Mundial de Motovelocidade terá prosseguimento daqui duas semanas, quando acontece o GP da Catalunha, etapa marcada para o Circuito de Barcelona, em Montmeló.

Confira como foi a corrida

A largada teve Tony Arbolino mantendo a primeira posição depois de Gabriel Rodrigo chegar a ultrapassá-lo. Tatsuki Suzuki avançou para a terceira colocação, deixando para trás Andrea Migno. Mais para trás, Kazuki Mazaki caiu na curva 11, quase derrubando outros concorrentes na primeira das 21 voltas. No complemento da primeira volta, John McPhee, que partiu da 18ª posição, apareceu em terceiro.

Tony Arbolino

Rodrigo tomou a ponta na segunda volta, enquanto Lorenzo Dalla Porta tomou a segunda colocação. Como de costume na Moto3 em Mugello, o vácuo era um fator importante, e fazia com que as primeiras posições mudassem a cada instante. Arbolino recuperou a primeira posição na abertura da terceira posição, perdendo o posto para Suzuki poucos metros depois.

Dalla Porta virou líder ainda no quarto giro, enquanto Rodrigo foi para o chão, abandonando a prova na Itália. Arbolino avançou para o segundo lugar. Na sexta passagem em Mugello, Darryl Binder apareceu na prova, subindo para a terceira posição, mas logo despencou na classificação, apesar de a classificação mudar a cada instante na pista italiana.

Lorenzo Dalla Porta

Apesar de todas as trocas de posições, Dalla Porta se mantinha na liderança, mas não sem dificuldades. Na sétima volta, o piloto da Leopard se viu ultrapassado por Binder, mas retomou o posto uma curva depois. Melhor para Arbolino e Suzuki, que superaram o sul-africano para ocuparem a segunda e a terceira posições, respectivamente. McPhee fechava a lista dos cinco primeiros.

Com 13 voltas para o final, Alonso López caiu na curva 12, abandonando a disputa. Na passagem seguinte, Arbolino partiu para o ataque sobre Dalla Porta, e chegou a ultrapassá-lo, perdendo a primeira posição metros depois. Binder retomou o segundo posto ao superar o pole position, enquanto Denis Foggia apareceu pela primeira vez na corrida na terceira posição.

Denis Foggia

Depois de liderar por muito tempo, Dalla Porta foi superado por Arbolino restando dez voltas para o final. Mesmo errando uma curva, o piloto da Leopard retomou a primeira posição, mas viu Suzuki voltar a liderança no complemento da 12ª volta. A prova seguia em ritmo alucinante, uma vez que os dez primeiros colocados formavam um pelotão que lutava pela liderança.

Dalla Porta recuperou a primeira posição restando oito voltas para o final da corrida, seguido por Binder e Suzuki. Líder do campeonato, Arón Canet apareceu com algum destaque na prova ao assumir a sexta colocação. Duas voltas depois, Arbolino recuperou a primeira posição mais uma vez, mas novamente por poucos metros, já que o dono da moto número 48 voltou ao primeiro lugar.

Lorenzo Dalla Porta

A prova entrou nas últimas cinco voltas com Dalla Porta sendo perseguido por Suzuki. Romano Fenati se envolveu em um acidente com Andrea Migno na curva 15, e ambos abandonaram a corrida. Na passagem seguinte, Ayumu Sasaki e Kaito Toba caíram na curva 3 após um highside do piloto do Team Asia. Na briga pela vitória, Niccolò Antonelli tomou a liderança pela primeira vez.

O grupo que brigava pela vitória continha oito pilotos restando três voltas para o final, e Dalla Porta voltou a pontear a corrida, abrindo uma pequena vantagem em relação aos rivais. Antonelli voltou para o segundo lugar, seguido por McPhee. Tatsuki Suzuki, porém, saiu da quarta posição diretamente para a liderança da prova.

Jaume Masià

A última volta começou com Jaume Masià aparecendo na liderança pela primeira vez, seguido por Dalla Porta, que recuperou a primeira posição no segundo setor da pista. O piloto da Leopard entrou na reta dos boxes na ponta, mas Tony Arbolino conseguiu a ultrapassagem definitiva, faturando a vitória.