Honda vai desenvolver versão menor da Africa Twin

Autor: Carlos Bazela


Se existe uma tendência que ficou evidente na última edição do EICMA, o Salão de Motos de Milão, é que o segmento das maxitrails peso-médio está mais movimentado do que nunca. As marcas que já contam com algum modelo nessa faixa, trataram de renová-lo, como a Triumph fez com a Tiger 800. E quem ainda não, fez questão de apresentar os protótipos para mostrar que o segmento é sim um alvo, exemplo da Yamaha, KTM e até a Moto Guzzi.

Agora, quem está interessada em morder seu filão no grupo das aventureiras abaixo de 1 000 cm³ é a Honda. Segundo informações do site inglês Motorcyclenews, a ideia é desenvolver uma moto com as mesmas aptidões off-road da CRF 1000L, mas com capacidade cúbica e preço menores para atrair pilotos mais jovens e novos motociclistas, que não querem partir logo para uma maxitrail de grande porte. “Quando falamos em aventureiras, nós não temos um line-up muito amplo”, disse Kenji Morita, líder de projeto da Africa Twin à publicação.

“E sim, nós estamos pensando em um modelo meio-termo para atrair os mais jovens. Nós vamos desenvolver essa moto, mas ao é algo que estamos trabalhando nesse exato momento”, acrescentou. Pelas palavras de Morita, podemos apostar que o “nesse exato momento” seja o ano que vem e que a Honda está esperando o lançamento da KTM 790 Adventure e principalmente da Yamaha Ténéré 700 para fazer seu movimento. Sendo assim, uma versão de 750 ou 800 cm³ da Africa Twin deve aportar nos salões mundiais apenas em 2019.  Mas, se anteciparem, nós não reclamamos.


Comentários