MotoGP, Mundial de Motovelocidade, motos, motovelocidade, competições, Suzuki, Suzuki Ecstar, Alex Rins, contrato, Le Mans, França, Espanha, Américas, Argentina, Aprilia, GSX-RR, Andrea Iannone, Jorge Lorenzo, renovação, motociclismo, Motociclismo Online, Revista Motociclismo

MotoGP: Alex Rins renova com a Suzuki Ecstar

Autor: Carlos Bazela


MotoGP, Mundial de Motovelocidade, motos, motovelocidade, competições, Suzuki, Suzuki Ecstar, Alex Rins, contrato, Le Mans, França, Espanha, Américas, Argentina, Aprilia, GSX-RR, Andrea Iannone, Jorge Lorenzo, renovação, motociclismo, Motociclismo Online, Revista MotociclismoA Suzuki Ecstar, equipe oficial de fábrica da marca japonesa na MotoGP, anunciou a renovação de contrato com Alex Rins por mais dois anos. Rins teve um início complicado na escuderia japonesa, marcado por muitas lesões, mas já conquistou um pódio nesta temporada, com o terceiro lugar no conturbado Grande Prêmio da Argentina.

“Estou muito feliz com esta renovação de contrato. Mesmo quando ainda estava na Moto2 e planejava mudar para a MotoGP, foi sempre o projeto da Suzuki que parecia mais brilhante e mais interessante aos meus olhos. Minha estreia no ano passado foi complicada; houve a minha lesão nas costas no teste de Valência em 2016, em seguida, a lesão no tornozelo durante o treino e, finalmente, a lesão no braço em Austin. Então, depois de apenas duas corridas, já passamos por um momento muito difícil, mas sempre senti o carinho e o apoio da Suzuki e de toda a equipe. Conseguimos reverter a situação por sermos pacientes, trabalharmos duro e sermos consistentes. Este ano, finalmente conseguimos o primeiro pódio com o meu terceiro lugar na Argentina. Mas sejam os resultados bons ou ruins, o clima no box sempre foi positivo. O projeto que a equipe criou para mim é fantástico, posso confiar plenamente nos recursos da empresa e da equipe em termos de desenvolvimento e melhoria e tenho certeza de que podemos continuar buscando grandes resultados. Agora só temos que continuar trabalhando duro para ver até onde podemos ir”, disse Rins.

Davide Brivio, gerente de equipe também ficou feliz com a renovação. “Estou muito feliz por termos conseguido finalizar a renovação do contrato de Alex para as temporadas de 2019 e 2020 do MotoGP. Alex está crescendo e melhorando rapidamente, e saber que teremos muito tempo juntos permite que todos se concentrem e trabalhem ainda mais para conseguir resultados importantes com ele”, comentou.

MotoGP, Mundial de Motovelocidade, motos, motovelocidade, competições, Suzuki, Suzuki Ecstar, Alex Rins, contrato, Le Mans, França, Espanha, Américas, Argentina, Aprilia, GSX-RR, Andrea Iannone, Jorge Lorenzo, renovação, motociclismo, Motociclismo Online, Revista MotociclismoJá o destino do italiano Andrea Iannone, companheiro de equipe de Alex Rins na Suzuki ainda é incerto. Há boatos, inclusive, de que já foi batido o martelo sobre a saída dele da equipe no ano que vem para a Ecstar ter Jorge Lorenzo ao guidão da GSX-RR. Fontes ainda dizem que Iannone não só sabe disso como já está em negociações com a Aprilia.

Andrea Iannone tem sido consistente na temporada 2018. Exceto pela última corrida, realizada em Le Mans, na França, na qual sofreu uma queda já na primeira volta e não completou a prova, o piloto italiano terminou quatro das cinco etapas disputadas até agora entre os dez primeiros com direito a dois pódios em terceiro lugar nos GPs das Américas e da Espanha.

Comentários


[fbcomments url="http://motociclismoonline.com.br/competicoes/alex-rins-renova-com-a-suzuki-ecstar/" count="off" num="10" ]